O número de acidentes de trabalho em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, cresceu 29% no primeiro semestre de 2019, em comparação ao mesmo período de 2018. Os dados são do Corpo de Bombeiros da cidade.

Nos primeiros seis meses de 2019 os bombeiros registraram 355 acidentes de trabalho, em Ponta Grossa. No primeiro semestre de 2018 foram 254 casos.

Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, o número de mortes em acidentes de trabalho dobrou na cidade entre 2018 e 2019. Os registros de óbitos passaram de dois para quatro na comparação dos dois primeiros semestres de cada ano.

O tenente Murilo Maltaca, do Corpo de Bombeiros de Ponta Grossa, explica que o aumento no número de acidentes de trabalho pode ser explicado pela imprudência de alguns trabalhadores.

“Às vezes [os trabalhadores] se arriscam e deixam de lado algumas normas básicas de segurança para fazer o trabalho”, disse.

Prevenção

A estudante Agnes Lacerda foi vítima de um acidente de trabalho quando tinha 18 anos. Ela estuda para ser técnica em agropecuária e tinha um contrato de estágio em uma propriedade rural.

Enquanto a estudante fazia uma análise junto a um colega de trabalho em uma plantação de milho, ela foi surpreendida por uma máquina agrícola e perdeu uma das pernas.

“A máquina andou comigo por uns dois metros e meu celular caiu dentro da plataforma, que foi o que parou a máquina”, lembrou a estudante. O colega de trabalho conseguiu escapar.

Para o engenheiro em segurança do trabalho José Leal, as empresas precisam focar na capacitação e treinamento de trabalhadores para evitar acidentes. Segundo ele, organizações que não cumprirem com normas de segurança podem ser notificadas.

“Podem ocorrer multas para a regularização e até a interdição do ambiente de trabalho, desde que conste risco grave e iminente para o trabalhador”, explicou o engenheiro.

Fonte: RPC G1 – Campos Gerais e Sul.

EBOOK: MAIS DE 600 MODELOS DE QUESITOS DE INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE